Leigos Missionários Combonianos

Vivendo e aprendendo

Desde Anchilo

Saudações a todos!

Escrevo estás poucas linhas para falar um pouco sobre a missão aqui em Moçambique.

Estamos no Anchilo no centro Catequético participando do curso de inserção e inculturação para missionários que vem para a Missão Ad Gentes.

O curso teve início no dia primeiro e vai até dia 26 deste mês.

Este curso vai nos ajudar muito para entendermos a real situação deste país em todos os aspectos.

Participam deste curso missionários do: Brasil, Polônia, Itália, Honduras e Indonésia.

Apesar de ser um grupo pequeno é um grupo muito animado pela missão.

São Daniel Comboni-Rogai por nós.

Tito, LMC

Primeiros dias em Moçambique

Tito y Regimar Mozambique

Bom dia! Paz e bem a todos.

É com muita alegria que escrevo este pequeno texto para dizer como estão sendo esses primeiros 15 dias na missão em Moçambique.

Estamos no Anchilo e aqui vamos permanecer até final de fevereiro.

Mas tivemos a alegria e o privilégio de irmos a Carapira visitar a paróquia e a escola técnica onde vai ser nosso local da missão.

Lá encontramos também o casal de Leigos Missionários Combonianos moçambicanos, papá Martinho e mamã Margarida, duas pessoas maravilhosas que, com certeza, vão nos ajudar muito.

Andamos muito entre o povo, conversamos com algumas pessoas no bairro, na comunidade.

E vemos a alegria e o sorriso das pessoas ao saberem que iremos estar em missão junto a eles.

Mas o que mais me chamou a atenção foi em ver a quantidade de crianças que existe aqui e que, no primeiro bom dia que damos, ficam desconfiadas e com os olhos fixos na gente, mas que depois, quando começamos a brincar e conversar, abrem um lindo sorriso.

Sabemos que a missão aqui será um grande desafio.

Mas com as preces e orações de todos e com a intercessão de São Daniel Comboni, o Deus da vida irá nos fortalecer, nos iluminar, e faremos aqui uma linda e abençoada missão.

Diretamente de Anchilo, Moçambique.

Tito e Regimar.

“As raposas têm toca e os pássaros ninhos. Mas o filho do homem não tem onde repousar a cabeça. Segue-me”

Regimar Mozambique

Querido povo de Deus!

Paz e bem!

Ouvindo esse chamado de Jesus, o segui. E é com muita alegria que lhes comunico. Estou em terras africanas. A tão amada África de Comboni e tão sonhada por nós combonianos.

A viagem foi muito boa. Tive alguns desafios com a comunicação devido à língua nos aeroportos e na aeronave, mas nada que tirasse meu ânimo.

No primeiro vôo falava-se inglês e árabe. E não entendi nenhuma das duas línguas, rsrsrs. Mas Deus sempre coloca anjos em nosso caminho. Tinham muitos brasileiros no vôo e tive ajuda de uma mulher e de um jovem chamado Bruno, inclusive Bruno foi um anjo do Brasil até Maputo. Ajudou muito, principalmente no Qatar, orientou no aeroporto, a chegar no portão de embarque que era longe e difícil de encontrar.

No segundo vôo já consegui me comunicar com o pouco espanhol que aprendi.

Chegando em Maputo senti muito forte a presença de Comboni, era como se ele estivesse presente, me orientando.

Hora do almoço, procurar comida. Opa, faltaram cinco meticais… a atendente completou, mais um anjo.

No portão de embarque, surpresa, a mala excede o peso, como varia de acordo com o país, pesava 3 kg a mais. Resultado: multa de quatro mil meticais que milagrosamente o rapaz desiste de cobrar. Outro anjo? Sem dúvida. E Comboni com certeza.

Na aeronave para Nampula, uma criança começa a brincar conosco, para mim as boas vindas foram ali.

Finalmente pousamos em Nampula. Pe. Massimo nos espera no aeroporto. Junto conosco vinham mais dois missionários, padres.

Vamos para casa, jantar e descansar.

Estamos no Centro missionário catequético, no Anchilo, tratando dos documentos enquanto aguardamos o curso de Inculturação começar.

Encontramos aqui muitos padres, pois estão em assembleia. Fomos muito bem recebidos por todos.

No primeiro Domingo por aqui, enquanto os padres tinham missa no centro, preferi ir à celebração na igreja junto com o povo. Foi muito bom ver o sorriso, a alegria do povo. O povo macúa é muito alegre e acolhedor.

Pouco a pouco começo a conhecer, conviver com o povo, um bom dia, uma conversa rápida, um sorriso, assim vamos construindo o dia a dia, devagar para não assustar.

Consciente da missão que tenho, dos desafios já conhecidos e dos que surgirão, chego a terra da missão. Trago presente a situação inicial. Já é possível sentir que os desafios serão grandes, mas confiante no Senhor seguirei, sua palavra é maior, e se a missão é de Deus, é santa, é certa.

Minha jornada está apenas começando, e sinto-me feliz por estar realizando o que sempre desejei.

Cada dia percebo que a obra de Comboni se concretiza cada vez mais. ” Morro, mas minha obra não morrerá”.

Queria compartilhar com vocês um pouco do que está acontecendo e mais uma vez agradecer a todos pela ajuda, carinho e orações. Sem vocês não seria possível.

Continuem rezando pela missão e por todos os missionários. Daqui sigo em oração por cada um de vocês.

Eu estou muito feliz e peço a Jesus que abençoe essa nova missão que se faz presente.

Que Comboni, Nossa Senhora e Jesus missionário abençoe a todos.

Forte abraço, diretamente da África.

Regimar

Leiga missionária comboniana – Brasil/Moçambique