Tag Archive for África

Notícias da LMC Maria Augusta vindas da RCA

LMC RCAFaço votos para que todos os leigos e leigas se encontrem bem e que tudo esteja a correr na normalidade. Nós, comunidade Apostólica, estamos bem, graças a Deus.

Cá estamos de novo em Bangui, desta vez para trazer um rapazinho que tem um problema na coluna, devido a uma tuberculose óssea, chamada “Mal de Pott”, a fim de ser operado em Dakar, pelo Dr. Omnimus, o médico francês  ortopedista, que costuma vir operar  a Mongoumba. Partirá, acompanhado pelo seu pai, no dia 12, amanhã. Iremos acompanhá-los ao avião pelas 5 da manhã. Damos muitas graças ao Senhor por estarmos aqui a acompanhar o Gervelais e o pai.

Esta foi uma viagem com muitas incertezas. Tínhamos programado viajar na quinta-feira a fim de podermos fazer as compras e depois voltarmos para Mongoumba no dia 13, mas o batelão avariou na terça-feira e só recomeçou a trabalhar na sexta à tarde. Chegámos a pensar que seria necessário vir algum missionário de Bangui para transportar e conduzir Gervelais e seu pai ao aeroporto. Ontem, estando no batelão, houve um momento em que tivemos dúvidas se poderíamos continuar viagem porque um camião não conseguiu sair, foi preciso ser rebocado por um camião bem carregado. Como diz o ditado “o homem propõe e Deus dispõe”. O Senhor faz tudo bem feito! É Ele que sabe o que é melhor para nós. Rezo a Maria que interceda pelo Gervelais e peço para ele orações para que possa recuperar a saúde, que possa ficar bem!

A Belvia foi operada, tiraram-lhe todo o peito. Ainda não se sabem os resultados das análises feitas a esses tecidos. Espero que não seja cancro… Ela, agora sente-se melhor, já terminou os tratamentos e agora toma alguns medicamentos. Está muito contente, estava a sofrer muito… que o Senhor a ajude.

A Ana partiu para a Polónia e, em princípio, voltará em Maio. Que o Senhor a recompense com umas boas férias.

A Cristina está bem e animada. Ela começou o sango. Já saúda toda a gente na língua local e as pessoas ficam muito contentes. Está já enamorada pela missão! Deus permita que seja até ao fim do tempo que estiver a servir a missão!

No próximo mês a nossa paróquia vai festejar o 50º aniversário da sua criação, vamos fazer uma grande festa, se Deus quiser.

Estamos sempre unidos pela oração.

Um abraço missionário de toda a comunidade, para todos vós.

LMC Maria Augusta

Notícias desde Moçambique

LMC MozambiqueQueridos amigos,

Saudações de Carapira!

É com muita alegria que partilhamos um registo do nosso encontro. Depois de alguns impasses reunimos para programar algumas atividades para o grupo.

Foi um encontro frutífero e que muito nos animou para continuarmos a seguir fielmente o Senhor da Messe. O Amor é mais forte e continua a vencer! Graças a Deus!

Um abraço amigo,

De todos nós!!

LMC Moçambique

Notícias da LMC Cristina Sousa vindas da RCA

RCAOlá queridos amigos!

Espero que se encontrem todos bem.

Faz dois meses que cheguei RCA, ainda não desfiz a mala mas o meu coração está completamente rendido por Mongoumba.

As emoções aqui são de uma intensidade que nos transcendem.

Nos momentos que penso “vou embora” sinto que a minha vida ganha raiz aqui!

Não é fácil gerir o desconhecido, não é fácil aceitar o diferente, não é fácil controlar a impotência a revolta… Mas é na dificuldade que deixamos de ser cegos, surdos, mudos…

O processo de adptação tem sido “yeke, yeke“* (como se diz em sango), faço desta expressão “palavra de ordem” no meu pensamento.

Num só dia o meu coração bate de várias maneiras, de manhã choro, à tarde riu e à noite, talvez as duas coisas.

Já comecei as aulas de sango. O Simone diz que o prof. monsieur Dominique já começou a falar muito bem o português. Apesar de tudo isto, tenho um segredo a revelar: estou completamente apaixonada por cinco pequenos pigmeus – Paul, Dimanche, Albert, Pauline e François. Ao virem para a escola tomam o pequeno-almoço e almoçam em nossa casa. São o meu balão de oxigénio, onde respiro e alimento o meu corpo e alma. Brincamos, rezamos e conversamos (É verdade! Conversamos.). Já me perguntaram como nós comunicamos! Gosto muito quando passo a ser objeto de estudo. Sou investigada ao pormenor: mãos, veias, marca do elástico no braço, fazem autênticas reuniões à volta da minha cabeça e o meu cabelo é assunto de muita discussão. Pauline neste último dia descobriu um buraco na minha barriga – o meu umbigo. Tem sido grande tema de conversa! (hehehe)

Como não me apaixonar??!!

Assim termino, desejando a todos uma boa Páscoa.

Que a Quaresma seja um momento de grande reflexão e conversão, mas principalmente de acção “humanitária” e que esta acção seja o reflexo das nossas orações.

Beijinhos de todos nós na RCA.

Que Jesus nos proteja e Ilumine a todos, em particular aos meninos da RCA que são os verdadeiros diamantes de África.

RCA

LMC Cristina Sousa

* yeke, yeke – “devagar, devagarinho”

 

Notícias da República Centro-Africana

LMC RCATodos os membros da comunidade apostólica estamos bem, graças a Deus. Já há muito que não comunico convosco, porque, como as estradas estão muito más, evito vir a Bangui. Hoje a viagem, com as paragens que se fazem, durou 8 horas. Tornam-se muito cansativas… Hoje, chegou uma nova LMC [Leiga Missionária Comboniana], é a Cristina que vem de Gueifães. Ela irá estudar um pouco mais o francês e, de seguida, o sango [dialecto local]. Peço ao Senhor para que ela se adapte bem e aprenda depressa o sango, para depois ir servir este nosso povo, principalmente os mais desfavorecidos que são os pigmeus.

Trouxemos connosco uma rapariga de 17 anos que desde 2016 lhe começou a crescer o peito direito. Veio fazer exames mas não lhe fizeram mais nada, agora parece uma bola de futebol… No domingo começou com dores no outro e como vieram pedir ajuda, acompanhou-nos. Em princípio vão tirar-lhe todo o peito, espero que seja um fibroma e não seja canceroso, que possa ficar bem!

Ordenação Episcopal do Padre Jesus decorreu muito bem! De Mongoumba vieram 80 pessoas e de Espanha chegaram os dois irmãos, a cunhada, dois sobrinhos e quatro amigos. Dos familiares mais próximos só faltaram os pais, porque já têm 86 anos, irão festejar o 63º aniversário de casamento no mês de Fevereiro e será o filho a celebrar a missa de Acção de Graças. Foi uma festa inesquecível! Passada uma semana foi a festa de Acção de Graças em Mongoumba. A igreja estava repleta de gente e havia muitas pessoas fora dela.

A preparar a vinda de Jesus, fizemos a novena de Natal, tendo tido uma boa participação dos fiéis.

No início de Janeiro, tivemos umas noites bem frescas, chegou aos 10 graus, que é muito frio para as pessoas, que não têm casas bem protegidas nem agasalhos para se cobrirem. Eu nunca tinha sentido aqui temperaturas tão baixas…

Sempre unidos pela oração.

Um grande abraço de amizade para todos da LMC Maria Augusta

Primeiro Natal em Moçambique

LMC MozambiqueNas vésperas de Natal quase que só me apercebia da sua proximidade cada vez que ia rezar e ‘dava por mim’ a folhear a Liturgia nas páginas do Advento.

Sei que, muito provavelmente, se não estivesse aqui, tudo em meu redor evocaria o Natal. A proliferação de natais comerciais trataria de me enquadrar nesta estação a partir do terceiro trimestre do ano, praticamente, num jogo astuto e paulatino.

Entre os jogos de luzes, as decorações interiores e exteriores, sugestões tanto para os Menus cada vez mais requintados como para o dress code da noite de Consoada e do almoço de Natal, a magia que se sente nas ruas das cidades, as típicas músicas da quadra (‘mais do mesmo’ mas, até os clássicos deixam saudade), … Entre um ou outro jantar entre amigos e grupos disto e daquilo, nada deixaria escapar a atenção, nem mesmo dos mais distraídos, para ‘O que está para chegar’.

Aqui, não há nada – disso. Nas cidades testemunham-se alguns sinais de ‘natais importados’. Mas aqui, não. Os sentidos não são invadidos por esta avalanche de estímulos. Não há o frio e os vidros embaciados que deixam ver as luzes a piscar. Não se ouvem as músicas corriqueiras. Não se sente, nem se adere, à bulimia das compras nem dos presentes – e, muito menos, das aquisições e das ‘necessidades’ de última hora. Não se assiste ao ‘sozinho em casa’ na televisão. O calor é demasiado para se substituírem os chinelos, as saias ou calções e as t-shirts por roupa mais quente. Não se publicita o bacalhau nem o azeite virgem extra. Não há o bolo- rei, as rabanadas, filhoses ou bolinhos disto e daquilo. Não se impingem brinquedos nem se embrulham promessas de pequenos paraísos instantâneos e de curta duração.

Confesso que, na semana que antecedeu o Natal, eu me senti um pouco apreensiva: por ser o meu primeiro Natal na Missão, por sentir saudades da família, particularmente, nesta quadra, por ser tudo tão único e diferente do que estava habituada, … e até por não termos tido energia nem água nesses dias, dificultando a comunicação e desafiando a criatividade…

Mas, este ano, o Menino Jesus trouxe-me esta aprendizagem: o Natal não é ornamento. Ao nosso redor pode parecer Natal, mas nunca o será se ele não estiver já dentro de cada um de nós. O Natal é, também, movimento, uma itinerância. Temos sempre de caminhar para o encontrar. Se queremos ver uma ‘grande luz’ temos de nos levantar e partir; temos de ir ao encontro das manjedouras onde se encontra o sofrimento humano; temos de voltar ao estaleiro onde nos deparamos com a simplicidade; temos de regressar ao presépio onde a esperança de Deus e a esperança da humanidade se encontram – mas, com a confiança de que, entre o silêncio e a palavra que procuramos, uma estrela nos guiará, sempre.

O Natal, acredito, acorda-nos para voltarmos às nossas verdadeiras raízes, para o primeiro sonho de Deus para cada um de nós. A infância de Jesus é, também, a nossa infância. É por isso que, depois de uma espera demorada encontramos paz quando, finalmente, repousamos em Deus.

Curiosidade…

Depois da independência Moçambique tornou-se um estado laico. No entanto, o feriado do dia 25 de Dezembro foi preservado, não por ser dia de Natal mas como o Dia da Família. Assim, neste dia, independentemente da religião que professem, as famílias encontram-se e celebram o dom da Família (claro que, para a comunidade cristã, este dia é ‘mais do que isso’, é o dia do nascimento de Jesus, em que a Salvação e a verdadeira Paz descem à Terra). Assim, desejavelmente, reúnem-se para confraternizarem e recuperarem forças para o ano que está por vir – mas, afinal, não é, também, isto o Natal?! No Natal, cada vez que celebramos a esperança conseguimos dizer no nosso coração “a Humanidade tem futuro”.

Deixo parte de um poema de José Tolentino Mendonça (“O Presépio somos nós”) que me acompanhou nas últimas semanas:

O Presépio somos nós

É dentro de nós que Jesus nasce

Dentro de cada idade e estação

Dentro de cada encontro e de cada perda

Dentro do que cresce e do que se derruba

Dentro da pedra e do voo

Dentro do que em nós atravessa a água ou atravessa o fogo

Dentro da viagem e do caminho que sem saída parece

LMC MozambiqueEsperando que tenham tido um Bom Natal,

Votos de um Feliz Ano Novo,

Marisa Almeida, LMC em Moçambique.

Privacy Preference Center

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?